Farmácias do Povo
Informações
A Empresa
Entre em Contato
 
Cuide de Sua Saúde
Higiene Oral
Informações sobre Doenças
Qualidade de Vida
Saúde e Prevenção
 
Informações
Medicamentos
Terminologias
Artigos
Farmacêutico
 
A Empresa Artigos Medicamentos Entre em Contato
 

DST's - Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) são as mais de 25 doenças que se espalham através do contato sexual. As DSTs mais comuns na América, são: Chlamydia, verrugas genitais, gonorréia, hepatite B, herpes, sífilis, AIDS.
As DSTs são muito comuns na América?
As DSTs são extraordinariamente comuns. Por exemplo, estima-se que mais de 40 milhões de pessoas têm herpes genital crônico e estima-se em 4 milhões o número de novos casos de infecção por Chlamydia por ano.
As DSTs, além do HIV/AIDS, são realmente uma ameaça séria?
Várias DSTs além do HIV/AIDS (Vírus de Imunodeficiência Humana/Síndrome de Imunodeficiência Adquirida) são muito sérias. Doenças como sífilis, gonorréia, e infecções por Chlamydia podem ter conseqüências a longo prazo, incluindo moléstia inflamatória pélvica (MIPA) que pode levar à esterilidade e dor pélvica crônica. O Papiloma Vírus Humano (HPV), o vírus que causa verrugas genitais, pode estar ligado ao desenvolvimento de câncer cervical. Uma infecção por DST durante a gravidez pode causar complicações na gravidez e, em alguns casos, levar a uma doença no recém-nascido.
Quem pega as DSTs?
As DSTs não têm limites. Qualquer pessoa sexualmente ativa pode pegar uma doença sexualmente transmitida. DSTs infectam homens e mulheres de todas as idades, regiões, origem étnica, e nível de renda. Um em cinco americanos ou aproximadamente 56 milhões de pessoas é portador de uma DST. Adolescentes estão na faixa de maior risco de pegar uma DST. Isto é por causa de aspectos comportamentais (adolescentes tendem a correr mais riscos) e de aspectos biológicos (o colo uterino da adolescente é mais suscetível às infecções por Chlamydia e gonorréia).
É verdade que as mulheres correm risco maior de contrair DSTs?
Por causa das diferenças de anatomia, as mulheres correm maior risco de contrair uma DST durante a relação sexual homem/mulher do que os homens. As mulheres correm maior risco do que homens de contrair infecções por Chlamydia num único ato sexual sem proteção com um parceiro infectado. Essa probabilidade é o dobro daquela de um homem nas mesmas circunstâncias. E por que a anatomia feminina freqüentemente esconde os primeiros sintomas da doença, as mulheres também sofrem efeitos mais severos de longo prazo de DSTs, tais como moléstia pélvica e infertilidade. A boa notícia é que as mulheres podem ser testadas e tratadas se fizerem exames ginecológicos anuais.
Eu poderia ter uma DST e nem saber?
Sim. A natureza furtiva de tantas DSTs as tornam difíceis de diagnosticar. Muitas pessoas com DSTs não têm quaisquer sintomas notáveis. Isto não quer dizer que uma infecção de DST assintomática não causará problemas mais adiante. Portanto se você acha que tem uma DST, procure seu médico imediatamente.
Como posso minimizar meu risco de DSTs?
Lembre-se, as DSTs são transmitidas por secreções do corpo tais como sêmen, sangue e fluidos vaginais. Minimizar a exposição a essas secreções é a base da prevenção. A abstenção de relações sexuais é 100% efetiva, mas não é uma opção aceitável para a maioria das pessoas sexualmente ativas. A relação sexual usando camisinhas (ou outras barreiras de látex), corretamente usadas 100% das vezes, é uma maneira comprovada de reduzir o risco, mas não evitará DSTs 100% das vezes.
As camisinhas podem evitar as DSTs?
Mais e mais pessoas estão usando camisinha. A pesquisa demonstra que camisinhas de látex, quando usadas corretamente, são efetivas para a redução da transmissão da maioria das doenças infecciosas, incluindo o HIV. Um dos problemas com as camisinhas é que muitas pessoas as usam incorretamente ou esporadicamente. Lembre-se, nenhum método além da abstinência é 100% efetivo.
Quais são os sintomas das DSTs?
Algumas pessoas não exibem sintomas quando infectadas. Porém, em ambos os sexos, os sintomas das DSTs podem incluir feridas genitais, dor e coceira. Nos homens, os sintomas podem incluir secreção do pênis, dor durante micção e testículos inchados/doloridos. Nas mulheres, os sintomas podem incluir secreção vaginal ou uma mudança notável na secreção vaginal usual. Dor no abdome inferior e/ou ato sexual doloroso na penetração são os primeiros sintomas de doença pélvica inflamatória (DIP). Os sintomas das mulheres muitas vezes pioram durante a menstruação.
As DSTs causam AIDS?
Embora ter uma doença sexualmente transmissível não cause a AIDS, ela pode tornar uma pessoa mais suscetível à infecção por HIV, o vírus que causa a AIDS. Sendo que a inflamação leva às ulcerações que permitem acesso mais fácil à corrente sangüínea. Pessoas com DSTs como sífilis, gonorréia, cancróides e infecções por Chlamydia, sofrem maior risco de infecção por HIV num ato sexual com um(a) parceiro(a) infectado(a) por HIV.
Como o HIV é transmitido sexualmente?
O HIV no sangue, sêmen ou secreções vaginais de uma pessoa infectada podem penetrar no corpo de outra pessoa através de minúsculos cortes e feridas na pele, ou através da mucosa da vagina, do pênis, do reto, ou da boca.
Quais são os sintomas do HIV?
A maioria das pessoas infectadas não apresenta sintomas.
O que devo fazer se acho que tenho uma DST?
Se você acha que tem uma DST ou foi exposta a uma, procure seu médico imediatamente. O tempo é tudo: o começo do tratamento logo ajuda a minimizar os efeitos a longo prazo da maioria das DSTs. Você também deve abster-se de contato sexual até que você tenha certeza de que não pode transmitir a DST para outros. Isso significa nenhum contato sexual com qualquer um até que seu médico lhe assegure que você não é mais contagiosa. Você também deve ter certeza que seu (sua) parceiro(a) não está infectado - para assegurar a saúde dele(a) e também ter certeza que você não será reinfectada.
As DSTs podem ser curadas?
DSTs bacterianas como a gonorréia, infecções por Chlamydia e sífilis podem ser prontamente curadas com antibióticos. Apesar das DSTs viróticas, tais como herpes genital, serem infecções para toda a vida, meios de minimizar alguns dos seus sintomas foram desenvolvidos. Proteja a sua saúde - sempre procure tratamento para uma DST.
O que é exatamente sexo mais seguro?
Apesar de que nenhum ato sexual é 100% seguro, o sexo mais seguro envolve encontrar meios de ser íntima enquanto minimizando o risco de transmissão de DST. Isto significa evitar a troca de fluidos corpóreos tais como sangue, sêmen e secreções vaginais, e evitar qualquer contato direto oral, anal ou genital. Sexo mais seguro significa limitar o número de seus parceiros, usar camisinha toda vez que pratique um ato sexual (a não ser que você e seu(sua) parceiro(a) não estejam infeccionados e sejam monogâmicos), e procurar um(a) médico(a) ou outra assistência de saúde se você acha que tem uma DST.
Existe algum modo de ter certeza 100% de que eu não sou portadora de uma doença sexualmente transmissível?
Infelizmente, não. Nenhum teste para DST é 100% exato. Algumas DSTs não aparecem logo, mesmo para um profissional de medicina. O tempo necessário para uma infecção aparecer num teste pode ser desde dois dias até alguns anos. Se você acha que tem uma DST, faça os exames. Mesmo se o resultado do exame for negativo, você deve continuar praticando sexo mais seguro.
Como posso fazer com que meu parceiro use camisinha?
Às vezes convencer um parceiro a usar camisinha pode parecer difícil.Se você escolhe ser sexualmente ativa, você merece sexo mais seguro. Estudos mostram que o uso de camisinha é predominante entre pessoas com auto-estima mais alta e entre pessoas que se sentem mais confortáveis com os "aspectos técnicos" do uso da camisinha.
Existe um teste de HPV (o vírus que causa verrugas genitais) para homens sem sintomas?
O Papiloma Vírus Humano (HPV) é o vírus que causa as verrugas genitais e a displasia cervical (exame de Papanicolau anormal). Diagnosticar o HPV em homens sem sintomas pode ser difícil. Também é possível que homens pensem que não têm sintomas quando na realidade eles têm. Um profissional muitas vezes pode ver pequenas verrugas, especialmente se estiverem logo dentro da abertura do pênis. Essas verrugas podem ser tratadas, mas a maioria dos homens com HPV não tem sintomas. Não existe tratamento para HPV assintomático.
É normal sentir-se deprimida por ter uma DST?
Se você descobre que tem uma DST, ou acha que tem uma, é normal sentir-se embaraçada, preocupada e até com raiva. A maioria das pessoas tem algum tipo de reação emocional. É importante lembrar que você não está só. DSTs são muito comuns. A cada ano ocorrem 12 milhões de infecções de DSTs. Também é importante procurar ajuda. Confie no(a) seu(sua) médico(a) e comece o tratamento. Tomar o controle da situação poderá ajudá-la a administrar suas emoções.
Posso fazer auto-testes para saber se tenho alguma DST?
Não é uma boa idéia. Embora alguma DSTs possam apresentar sintomas identificáveis, tais como secreções ou verrugas, muitas não são facilmente identificáveis. Ainda mais são assintomáticas (sem sintomas). Nessas alturas, o diagnóstico de DSTs requer treinamento clínico ou testes de laboratório. Atualmente não existem disponíveis testes de DSTs para uso em casa, se bem que isso possa mudar no futuro.
Eu tenho herpes. Posso transmití-lo quando não tenho quaisquer sintomas?
Infelizmente, às vezes você pode infectar outra pessoa com herpes, mesmo quando você não tem quaisquer sintomas. Os médicos referem-se a esse processo como "espalhamento assintomático". O problema é que você não saberá quando isso estiver acontecendo. Reduza a probabilidade de passar herpes a outro(a) se abstendo de sexo ou usando uma proteção de barreira tal como uma camisinha se você tiver atividade sexual.
Posso contrair herpes ou outras DSTs de uma toalha ou de um assento de vaso sanitário?
A maioria das DSTs espalha-se somente por contato sexual direto com uma pessoa infectada. Entretanto, piolho e sarna são associados com contato íntimo de corpos, não necessariamente contato sexual. É raro, mas possível, infectar-se com piolhos ou sarna púbicos como resultado de contato com roupas, lençóis ou toalhas infestadas.
Fonte:
http://www.pfizer.com.br/pop_up/saude_sexual/indice.asp
Voltar

| Higiene Oral | Informações sobre Doenças | Qualidade de Vida | Saúde e Prevenção |
Rua Ulisses Cabral, 70 | Térreo | Centro | Sapucaia do Sul / RS | 93.220-000
(51) 474-8728 | contato@farmaciasdopovo.com.br

Criado e desenvolvido por lgdesign