Farmácias do Povo
Informações
A Empresa
Entre em Contato
 
Cuide de Sua Saúde
Higiene Oral
Informações sobre Doenças
Qualidade de Vida
Saúde e Prevenção
 
Informações
Medicamentos
Terminologias
Artigos
Farmacêutico
 
A Empresa Artigos Medicamentos Entre em Contato
 

Doenças do Trabalho
Certamente você já ouviu falar de LER. A sigla significa Lesão por Esforço Repetitivo, que também é chamada de DORT - Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho. Os nomes pomposos se referem a um grupo de doenças causadas pela repetição de um mesmo movimento no ambiente de trabalho. Dedos, mãos, punhos, antebraços, ombros e pescoço são as regiões afetadas com maior freqüência. Portanto, se você sentir qualquer fisgada nessas regiões, não ignore esse sinal de alerta. Tire logo a limpo.
"Os movimentos repetitivos podem causar afecções que atingem músculos, tendões, nervos e articulações do corpo humano", aponta Lin Tchia Yeng, diretora e médica responsável pelo Setor de Fisiatria do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas, em São Paulo.
Mas sintomas como dor, fadiga muscular, inchaço e dormência só começam a se manifestar depois de algum tempo realizando essas tarefas repetitivas. "A musculatura sofre agressões diárias, é sobrecarregada durante meses ou anos e acaba se desgastando", explica Lin.
As pessoas com mais predisposição são as que trabalham em setores operacionais como digitação, telemarketing, caixa, linha de montagem e produção, escriturário, confecção e gráfica, entre outros, quase sempre realizados em posições desconfortáveis e sem pausas.
Diagnóstico e tratamento
Embora a origem seja a mesma, há várias doenças relacionadas ao problema, como tenossinovite, tendinite, epicondilite, bursite, lombalgia e síndrome do túnel do carpo. "É fundamental procurar um médico para que o diagnóstico seja feito corretamente e o mais rápido possível", recomenda a fisiatra.
O exame clínico é de grande importância para detectar o que realmente está acontecendo. "A melhor solução é ouvir as queixas e examinar o paciente no próprio consultório", diz Lin. "Exames de sangue e raio-X não apontam as LER/DORT".
Medicamentos (analgésicos e antiinflamatórios), fisioterapia, acupuntura, relaxamento e exercícios físicos regulares são algumas formas de tratamento. A prevenção, no entanto, ainda é o melhor remédio. "É necessário ajustar as condições de trabalho que prejudicam a saúde", afirma a fisiatra.
As LER/DORT são reconhecidas como doenças do trabalho tanto pelo SUS como pelo INSS. Em casos de suspeita ou constatação, a pessoa deve ser afastada de sua ocupação por alguns dias. A doença pode se tornar crônica e de difícil controle, comprometendo a capacidade de exercer uma determinada função.
Como Prevenir
Confira dicas práticas para evitar as LER/DORT:
Procure não fazer turnos ininterruptos em frente ao computador;
Faça repousos regulares durante o trabalho - 10 minutos de descanso a cada 50 minutos de trabalho;
Nos momentos de repouso, procure levantar, caminhar e exercitar os punhos e o pescoço;
Sente-se de forma adequada: coluna reta no encosto da cadeira e pés apoiados no chão;
Adapte a posição do teclado, mouse e monitor à sua estrutura física. O ideal é que o teclado esteja sempre na altura do seu cotovelo;
A distância entre o monitor deve ser equivalente à extensão do seu braço;
Os punhos devem estar relaxados, porém não-flexionados;
O mouse deve estar sempre colocado na mesma altura do teclado, nunca acima ou abaixo.
Fonte:
http://www.jnjbrasil.com.br/noticia_full.asp?in=1930¬icia=1893&pos=1&destaque
Voltar

| Higiene Oral | Informações sobre Doenças | Qualidade de Vida | Saúde e Prevenção |
Rua Ulisses Cabral, 70 | Térreo | Centro | Sapucaia do Sul / RS | 93.220-000
(51) 474-8728 | contato@farmaciasdopovo.com.br

Criado e desenvolvido por lgdesign