Farmácias do Povo
Informações
A Empresa
Entre em Contato
 
Cuide de Sua Saúde
Higiene Oral
Informações sobre Doenças
Qualidade de Vida
Saúde e Prevenção
 
Informações
Medicamentos
Terminologias
Artigos
Farmacêutico
 
A Empresa Artigos Medicamentos Entre em Contato
 

Vista a Camisinha
Você com certeza já viu mil e uma campanhas sobre camisinha e por que é importante usar. Elas têm funcionado, mas ainda há muito descuido. Quando bate a vontade, alguns jovens ainda esquecem da proteção. Muita menina chega a ter vergonha de pedir que o garoto coloque o preservativo. Acredita que agindo assim ele vai pensar que ela vive transando com todo mundo. Sim, ainda existem tabus em relação ao uso da camisinha - e que precisam ser enfrentados. Afinal, sua saúde deve vir em primeiro lugar.
Felizmente, os especialistas começam a notar que os jovens se preocupam um pouco mais com o sexo seguro. Em 1996, um estudo promovido pela Sociedade Civil Bem-Estar Familiar do Brasil (BEMFAM) mostrou que 67% dos jovens na faixa dos 15 aos 19 anos não usava nenhum método anticoncepcional. Mais: apenas 24% desses jovens se lembrava de colocar camisinha na hora da transa.
Embora não se tenha números mais recentes, há sinais de mudança no ar. O velho argumento de que usar camisinha é chupar bala com papel está ficando para trás.
"Os adolescentes estão bem informados e incorporaram o hábito de usar o preservativo. Houve um avanço significativo", afirma Antonio Carlos Egypto, psicólogo e sociólogo do Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual (GTPOS), que desenvolve diversas campanhas nesse sentido entre os jovens.
Ai Esqueci!
No entanto, apesar de conhecer os riscos, muitos usam camisinha apenas de vez em quando. "É a chamada onipotência juvenil", explica Egypto. "É como se nada de ruim pudesse acontecer se transar sem camisinha uma vez ou outra, principalmente quando é a primeira vez ou se confia no outro".
E como lidar com a resistência do parceiro? A resposta é bem simples e direta: não tenha medo ou vergonha e saiba dizer não. "Os relacionamentos hoje em dia são passageiros e a camisinha não pode ficar de fora", diz o psicólogo.
Dupla Proteção
A camisinha é o único método que oferece proteção em dose dupla. Previne contra o vírus da Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis (como sífilis e HPV), além de evitar uma gravidez indesejada. "O prazer da relação sexual pode trazer conseqüências sérias para o resto da vida", alerta Egypto. É preciso não perder isso de vista e investir na prevenção.
E, para não fazer feio, fique de olho nas dicas:
1. Verifique se a camisinha possui o símbolo do Inmetro (órgão que fiscaliza e garante a qualidade do produto) e a data de validade;
2. Abra a embalagem sempre com as mãos e nunca com a boca (os dentes podem causar uma pequena perfuração);
3. Aperte a ponta da camisinha para retirar o ar e desenrole-a até a base do pênis;
4. Retire-a com cuidado após a ejaculação. O pênis ainda deve estar ereto para evitar que ocorra um vazamento e o esperma se espalhe;
5. Nem pense em reutilizar uma camisinha;
6. Lembre-se de guardá-la em locais arejados.
Fonte:
http://www.jnjbrasil.com.br/noticia_full.asp?noticia=1922
Voltar

| Higiene Oral | Informações sobre Doenças | Qualidade de Vida | Saúde e Prevenção |
Rua Ulisses Cabral, 70 | Térreo | Centro | Sapucaia do Sul / RS | 93.220-000
(51) 474-8728 | contato@farmaciasdopovo.com.br

Criado e desenvolvido por lgdesign