Farmácias do Povo
Informações
A Empresa
Entre em Contato
 
Cuide de Sua Saúde
Higiene Oral
Informações sobre Doenças
Qualidade de Vida
Saúde e Prevenção
 
Informações
Medicamentos
Terminologias
Artigos
Farmacêutico
 
A Empresa Artigos Medicamentos Entre em Contato
 

Problemas de Ereção: Uma Condição do Homem.
Uma Preocupação para o Casal.
Perguntas mais Comuns das Mulheres
Problemas de ereção afetam a vida de milhões de homens e de suas companheiras. Porém, o impacto emocional que esses problemas causam pode ser, freqüentemente, produto da desinformação. Hoje em dia, os médicos têm uma visão mais ampla das causas que levam aos problemas de ereção, bem como das maneiras efetivas de tratá-las. Este folheto apresenta informações básicas para as companheiras de homens com problemas de ereção, para ajudá-las a compreender melhor essa condição.
O que é Disfunção Erétil?
Disfunção erétil é a incapacidade persistente em obter e/ou manter uma ereção adequada para a atividade sexual satisfatória. Embora anteriormente chamada de "impotência", disfunção erétil é considerado, atualmente, um termo mais apropriado, devido as conotações negativas que algumas pessoas associam à palavra impotência. Muitos homens terão problemas de ereção ocasionalmente em algum momento de suas vidas mas, para outros, isso acaba por se tornar um problema freqüente. Essa condição é bastante disseminada, afetando mais de 100 milhões de homens no mundo todo.
Disfunção erétil não é algo do qual um homem deva se envergonhar. Isso não significa que o homem seja infértil ou incapaz de atingir o orgasmo ou de ejacular. Como se sabe, a capacidade de obter uma ereção não está relacionada ao orgasmo ou à ejaculação. Homens com disfunção erétil não precisam mais carregar o peso do mito de que lhes falta virilidade ou potência.
É importante que você não se sinta culpada se seu companheiro sofrer de disfunção erétil. A disfunção erétil é uma condição tratável na maioria dos homens. Além disso, não é uma condição ameaçadora à vida, mesmo quando severa. A disfunção erétil é uma condição que afeta o homem mas, freqüentemente, se torna uma preocupação para o casal. Com apoio e informações adequadas você poderá ajudar seu companheiro.
Como Ocorre a Ereção?
A ereção é o resultado de um processo complexo envolvendo os vasos sangüíneos do corpo e o sistema nervoso. A anatomia do pênis é especificamente adaptada para responder a esse processo.
O pênis é formado por duas estruturas que se iniciam no interior da pelve e caminham paralelamente até alcançarem a extremidade do pênis. Essas estruturas consistem de um tecido semelhante a uma esponja que contém muitos vasos sangüíneos. Geralmente, as paredes desses vasos sangüíneos estão contraídas. Isso impede que o sangue flua em demasia para dentro do pênis, mantendo-o flácido na maior parte do tempo.
Quando o homem é sexualmente estimulado, os vasos sangüíneos do pênis se expandem. Isso possibilita que mais sangue flua rapidamente para dentro do pênis. Ao mesmo tempo, as veias, que geralmente conduzem o sangue para fora do pênis, são comprimidas. Isso restringe a quantidade de sangue que sai do pênis. Com mais sangue entrando e menos sangue saindo, o pênis aumenta de tamanho, resultando numa ereção.
O que Causa a Disfunção Erétil?
Em homens com disfunção erétil, as reações químicas responsáveis pela ereção não acontecem como de costume; assim, os vasos sangüíneos não se relaxam suficientemente e o pênis não pode se encher de sangue.
Acreditava-se, de maneira enganosa, que a disfunção erétil tivesse origem apenas psicológica ou fosse o resultado inevitável do processo de envelhecimento. Apesar de ser verdadeiro que a idade possa ser um fator relacionado à disfunção erétil, esta não é, de modo algum, inevitável no processo de envelhecimento. Em vez disso, sabemos que a maioria dos casos de disfunção erétil está associada a condições físicas.
Os fatores de risco mais comuns para disfunção erétil são:
Condições clínicas que dificultam o afluxo de sangue para o pênis, tais como pressão arterial elevada, diabetes e endurecimento das artérias;
Traumas ou lesões de nervos ou doenças que interrompam a conexão entre o sistema nervoso e o pênis, como lesão de medula espinhal, esclerose múltipla, derrame cerebral ou cirurgias na próstata ou nos intestinos;
Condições psicológicas, como ansiedade e estresse;
Outras condições clínicas como doenças renais ou hepáticas, depressão ou distúrbios hormonais;
Medicações que possam desencadear a disfunção erétil como um efeito colateral, incluindo algumas das seguintes classes terapêuticas: diuréticos, medicações para reduzir a pressão arterial ou o colesterol, medicamentos para tratamento do diabetes, antidepressivos, algumas medicações utilizadas para tratamento do câncer, antiinflamatórios não hormonais (AINH) e medicações para tratamento de epilepsia;
Tabagismo, consumo excessivo de álcool ou de drogas.
Se você quiser saber mais sobre as causas específicas da disfunção erétil, consulte seu médico.
A Disfunção Erétil pode ser Tratada?
Sim. A boa nova é que, independentemente da causa, a maioria dos casos de disfunção erétil é tratável. Os pacientes agora dispõem de uma série de tratamentos e devem procurar um médico para fazer uma avaliação diagnóstica e recomendar uma opção de tratamento.
Como Saber se meu Companheiro tem Disfunção Erétil?
Se seu companheiro tiver problemas de ereção, você provavelmente já sabe. Antes que o problema de seu companheiro possa ser tratado, o médico precisará fazer o diagnóstico. Não há motivos para que ele se sentir envergonhado ao discutir a disfunção erétil com o médico. Ele deve ser apenas franco e honesto. Se o médico nunca discutiu o assunto com ele anteriormente, pode ter sido por respeito à sua privacidade. O médico poderá oferecer a seu companheiro apoio, compreensão e, mais do que tudo, informações.
O médico fará a seu companheiro algumas perguntas específicas e um exame físico de rotina. Isso ajudará o médico a chegar ao diagnóstico. Com base nessas informações, seu companheiro, o médico e você poderão decidir qual tratamento é o mais indicado para o caso em particular.
Uma Condição do Homem, uma Preocupação do Casal.
Como a disfunção erétil afeta ambos, seu companheiro e você, é importante manter os canais de comunicação abertos durante esse período de tempo potencialmente estressante. Se possível sente-se com ele e converse sobre como a disfunção erétil pode influenciar o relacionamento de vocês. Essa pode ser uma oportunidade para compartilhar seus sentimentos e deixá-lo saber que você gostaria de ajudá-lo. Você verá que conversar abertamente sobre o assunto pode, na verdade, uní-los ainda mais.
Como Poderei Ajudar meu Companheiro?
Você já percebeu que a disfunção erétil pode ser um assunto difícil para alguns homens lidarem. Porém, se você acha que seu companheiro pode ter disfunção erétil, você está em posição única para encorajá-lo a buscar tratamento. Aqui estão algumas sugestões:
Discuta com seu companheiro como essa condição pode estar afetando-o, ao seu relacionamento e à sua intimidade. Tente dar o máximo de apoio possível enquanto ele se decide sobre o que fazer a respeito de sua condição. Deixe-o saber, primeiramente, que a disfunção erétil não é, de forma alguma, incomum. Ela afeta milhões de homens. Por essa razão não há motivo para envergonhar-se.
Em segundo lugar, diga-lhe que a disfunção erétil não é, necessariamente, um problema da sua cabeça. Os especialistas acreditam que a maioria dos casos de disfunção erétil está associada a condições físicas. Por isso, ele não deve sentir-se culpado por ter disfunção erétil.
Por último, lembre-o de que a disfunção erétil é tratável. Use essa informação para encorajá-lo a tomar uma decisão e a marcar uma consulta com seu médico. Deixe-o saber que você está interessada em seu tratamento e deseja participar de todas as formas que possam ser úteis. Você pode se oferecer para acompanhá-lo à consulta, assim ambos poderão aprender mais sobre disfunção erétil e sobre quais opções de tratamento encontram-se disponíveis.
Você não estará apenas dando-lhe apoio moral como também, terá a oportunidade de saber, em primeira mão, sobre a condição de seu companheiro e as opções de tratamento disponíveis. Depois, vocês poderão conversar mais em particular. Com sua ajuda, ele será capaz de fazer a melhor escolha não só para ele, mas para o relacionamento de vocês. Iniciando uma discussão aberta com seu companheiro, você poderá ajudá-lo a obter o tratamento necessário para lidar, de maneira efetiva, com a disfunção erétil.
Você verá que agindo assim não estará ajudando apenas a ele, mas o seu relacionamento também.
Oferecido como um serviço educacional pelos Laboratórios Pfizer. Este artigo tem como objetivo complementar a discussão entre você, seu companheiro e seu médico, e não o de substituir tal discussão. Favor esclarecer suas dúvidas ou preocupações com seu médico ou outro profissional de saúde.
Fonte:
http://www.pfizer.com.br/pop_up/saude_sexual/top.asp
Voltar

| Higiene Oral | Informações sobre Doenças | Qualidade de Vida | Saúde e Prevenção |
Rua Ulisses Cabral, 70 | Térreo | Centro | Sapucaia do Sul / RS | 93.220-000
(51) 474-8728 | contato@farmaciasdopovo.com.br

Criado e desenvolvido por lgdesign