Farmácias do Povo
Informações
A Empresa
Entre em Contato
 
Cuide de Sua Saúde
Higiene Oral
Informações sobre Doenças
Qualidade de Vida
Saúde e Prevenção
 
Informações
Medicamentos
Terminologias
Artigos
Farmacêutico
 
A Empresa Artigos Medicamentos Entre em Contato
 

Mitos em Alergia
Não utilize o termo alergia não deve ser usado para rotular toda e qualquer manifestação clínica diferente. Entende-se como alergia a um conjunto de sintomas que se repete quando ocorre nova exposição ao mesmo agente que a causou (alergeno).
Não generalize o termo alergia diagnosticando erroneamente outras doenças como alérgicas. É preciso que haja comprovação do diagnóstico.
As doenças alérgicas não são contagiosas. Na maioria dos casos ocorre uma predisposição hereditária chamada de atopia, que determina doenças alérgicas em vários membros de uma mesma família, pelo contato diminuto com pequenas quantidades de alergenos por via respiratória (alergias mediadas por IgEs ou histamínicas). Por outro lado, indivíduos sem tendência hereditária podem também vir a desenvolver alergias pelo contato com grandes quantidades de alergenos por via digestiva (alergias mediadas por IgGs ou por Imunocomplexos).
Não acredite que as doenças alérgicas sejam de fundo nervoso, principalmente a asma ou bronquite (bronchial asthma dos americanos e ingleses ou bronchite asmatique dos franceses). A emotividade alterada é conseqüência e não a causa da asma brônquica ou bronquite asmática (sinônimos). Os fatores emocionais atuam desencadeando ou agravando as crises.
Não deixe de tratar uma criança alérgica na esperança de que melhore com o tempo, idade ou crescimento, isto poderá acarretar prejuízos físicos enormes, muitas vezes irreversíveis, assim como, de ordem psicológica imediatos ou futuros.
Não ameace seu filho, com a finalidade disciplinar de levá-lo ao médico ou dar-lhe injeções. É necessário que ele se convença desde cedo, que o médico é seu amigo e que as injeções ou outros procedimentos prescritos, embora desagradáveis, são benéficos à sua saúde.
Não estabeleça comparações entre a saúde de seu filho e a de outros irmãos ou amiguinhos, pois isso poderá inferiorizá-lo com graves conseqüências futuras.
Não procure seu médico apenas durante as crises. As alergias devem continuar a serem tratadas mesmo depois que o paciente esteja "aparentemente bem". Normalmente um tratamento pode durar até 2 anos.
Não ache que uma criança que está sempre com coriza, espirros e tosse sem febre e com ótimo estado geral seja uma criança que está "sempre resfriada", provavelmente trata-se de uma rinite alérgica que deve ser devidamente tratada.
Fonte (Leia o artigo Completo):
http://www.webmedicos.com.br/
Voltar

| Medicamentos | Terminologias | Artigos | O Farmacêutico |
Rua Ulisses Cabral, 70 | Térreo | Centro | Sapucaia do Sul / RS | 93.220-000
(51) 474-8728 | contato@farmaciasdopovo.com.br

Criado e desenvolvido por lgdesign